Cativar alguém é algo sério

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Ás vezes eu me sinto ridícula por acreditar e levar tão a sério aquela frase do Pequeno Príncipe: "tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas"
Sim, eu levo essa frase a sério. Tento ser legal com todos ao meu redor e tento jamais iludir alguém com algo que não sou, porque sei que serei responsável pelo sentimento que criei no coração dessa pessoa. Busco sempre ser verdadeira assim como também espero a mesma coisa das pessoas. Se digo que gosto de alguém é porque é de verdade. E se digo que jamais vou esquecê-la pode acreditar, é verdade. 
Sempre lembro das pessoas que passaram pela minha vida mesmo estando presentes ou não, sempre busco lembrar delas. Você meu caro amigo, que lê esse texto saiba que toda vez que sua orelha fica vermelha sou eu lembrando de ti haha!
Eu tenho essa mania de pensar nas pessoas e ficar imaginando o que elas estão fazendo nesse momento, como está sua vida, quais são suas tristezas, suas felicidades, com quem tem andado, onde tem saído e até quando essa pessoa que me cativou e que eu a cativei posta alguma coisa nas redes sociais eu fico imaginando porque ela postou aquilo, o que ela está passando por ter mostrado aquilo... Estranha eu? Eu sei, sou sim.
Me acho ridícula ás vezes por ser tão sensível assim, digo que sou sensível não no sentido de sair chorando por aí, mas sensível por olhar as coisas de modo diferente, de dar valor á pequenas coisas, pequenos momentos, pequenas conversas e já levar isso pra vida.
Ao meu ver isso é uma qualidade, mas uma qualidade perigosa. Afinal a maioria das pessoas não entende isso, não leva isso a sério, acha isso "boring". A maioria das pessoas acha que está tudo bem em entrar na sua vida, dizer que gosta de você, te cativa e depois de um tempo sem motivo e sem explicação te ignora ou se torna totalmente diferente do que era com você. Ela não cria essa responsabilidade de cuidar dos teus sentimentos. E não me refiro a essa questão apenas no quesito amor, casal e blá blá blá, mas isso acontece muito nas nossas amizades e com nossos parentes também. 
Isso nos leva a uma outra frase do Pequeno Príncipe: "o essencial é invisível aos olhos". Pouquíssimas pessoas entendem isso...
Até aquelas pessoas que mesmo sem querer acabam se afastando de nós por diversas situações da vida são sim responsáveis pelos sentimentos que despertaram em nós, assim como nós também somos responsáveis pelos dela. E ambos tem o dever de mesmo longe ou perto tentar manter contato e mostrar que não nos esquecemos delas. Claro, não precisa de toda aquela melação que é enjoativa. Até porque tudo o que é demais não é saudável.
Mas não podemos negar que é tão bom receber uma mensagem inesperada de alguém querido; um simples "oi, tudo bem? hoje vi isso e lembrei de você" e melhor ainda é ouvir um "vamos ir naquele lugar que te falei esse domingo?"  
Eu tento manter os laços que criei com as pessoas que gosto, mas sabe tem que ser recíproco. Eu tenho que sentir essa reciprocidade (leia aqui um texto sobre reciprocidade)
Quando não existe reciprocidade você percebe que aquela pessoa que tanto queria bem faz parte do grupo das pessoas que acha tudo isso que eu estou tentando explicar "boring" e talvez ela não mereça sua preocupação e seu cuidado com os sentimentos dela, afinal ela não está nem aí para você. O que é bem triste e decepcionante. 
Eu cansei de ter pessoas assim na minha vida, estou exausta mesmo sabe? Exausta ao ponto de chorar baixinho mesmo sem querer. 
Então se for pra entrar na minha vida me cativar e depois ir embora assim sem mais nem menos e deixar um pedacinho de você comigo; pode me fazer o favor de nem cruzar o meu caminho. Porque como falei, desse tipo de gente eu já estou bem cansada.

30 comentários:

Adriel Christian [Responder comentário]

oi, oi.

eu me identifiquei com cada frase, parágrafo e palavra desse texto. de verdade. sou o tipo de pessoa que fica em casa, parado, imaginando o que fulano pode estar fazendo agora... e muitas vezes essas pessoas nem são as que convivo diariamente, mas a da internet mesmo (inclusive vc). tbm me preocupo muito com os outros. quando alguém posta que tá mal, lá estou eu querendo ajudar de alguma forma, nem que seja com um "tudo vai ficar bem. acredite".

acho que se todos fossem como a gente, o mundo teria salvação e tudo seria mais amorzinho. à propósito, qual o teu signo? sou desses que sai perguntando pra conhecer melhor a pessoa. :D

bjs!

Não me venha com desculpas

Jenifer Alves [Responder comentário]

Você disse tudo. Realmente poucas pessoas sabem o valor que tem as coisas mais simples e que não se podem ver ou comprar.
Beijos ♥
www.jeniferalves.com

PackValle do Brasil [Responder comentário]

Pois é, eu sou assim também, não faço ao outro o que não quero para mim. E também não me desgasto em algo que não é reciproco.
http://www.charme-se.com/

Nah Corrêa [Responder comentário]

Amei o post! Primeiro por citar "O pequeno príncipe" que, sem dúvidas, é um dos meus livros preferidos.
Me identifico um pouco com o texto, também aprendi a dar valor às pequenas coisas. A vida é muito breve.

Beijos!
Chiquereza

Paula Lopes [Responder comentário]

Acredita que sempre levei muito a sério essa frase também?! Eu também prefiro pessoas presentes, as quais podemos nos ligar sem medo do afastamento depois.
Sobre a janela, sempre fui apaixonada em ficar na janela admirando a paisagem. Fosse a paisagem estática das janelas das casas ou as em contante movimento das janelas dos carros. Meu blog nasceu para fazer um pedido de ajuda quando minha cidade sofreu uma grande enchente. Eu chegava da janela do meu quarto e o que costumava ser uma bela paisagem se transformou em uma cena de guerra. Ficava observando desolada aquela paisagem que se transformou em poucas horas. Por isso meu cantinho se chama "Paisagem de Janela".
Tenha um dia abençoado, beijos!

Blog Paisagem de Janela
paisagemdejanela.blogspot.com.br

Camila Faria [Responder comentário]

Nossa Váh, não tem coisa mais triste do que você abrir o seu coração e deixar uma pessoa entrar na sua vida ~ e ela não dar o mínimo valor para isso. Também quero distância dessas pessoas terríveis. :(

Magda Carvalho [Responder comentário]

Bom texto e boa referencia literária, as pessoas não sabem dar valor as pequenas coisas.
http://retromaggie.blogspot.pt/

Jointy&Croissanty [Responder comentário]

Cute picture:)

jointyicroissanty

Blog Belatriz [Responder comentário]

Váh, te entendo muuuiito bem. Também sou assim. Como escorpiana guardo tudo, lembro de tudo. Não esqueço de ninguém que passou na minha vida e que engraçado esse final do seu texto, muito parecido com um que escrevi lá pelos meus 20 anos quando meu blog era privado. Mas sabe que nem sempre fui assim? Quando adolescente já brinquei com os sentimentos dos outros e me arrependo muito disso. Claro que depois senti na pele quando fizeram o mesmo comigo. Hoje dou muito valor as pessoas ao meu redor e deixo claro as que quero sempre comigo.

beijo
www.blogbelatriz.com
YouTube Belatriz
Facebook Belatriz
Siga também o instagram do blog @blogbelatriz.

Renato Almeida [Responder comentário]

Olá, tudo bem?

Te entendo completamente. Eu li O Pequeno Príncipe, no ano passado e desde então, fico pensando no significado dessa frase, na prática, sabe. O livro, a história toda foca nisso, na ausência de humanidade nas pessoas, tão louco pensar que nós seres humanos, não temos humanidade, não é? Mas é um fato bem corriqueiro. Já me decepcionei bastante e talvez tenha decepcionado alguém também. O bom mesmo é deixar de ser tão racionar, sentir com o coração, afinal, tudo seria mais fácil. Enfim, o livro nos deixa muitas mensagens, e essa sem sombras de dúvidas é uma das mais incríveis. O legal mesmo é cativar quem nos quer bem, fazer com quer elas se sintam da mesma forma, e não fique triste, caso elas não tenham aparecido ainda. Vão surgir, assim como você vai surgir para elas.

Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

Alyssa Monique Bustillo [Responder comentário]

I want to read the book to understand what you are saying. But I know what you mean. It is easy to be lost in thoughts of the people you think.

Aly In Wanderland | BLOGLOVIN | GFC

xo, Alyssa

Adriana Leandro [Responder comentário]

Eu me identifiquei bastante com o seu texto. Antes eu ficava me preocupando e cuidando de todo mundo e no fundo ninguém estava nem ai. Então parei. Agora algumas dessas pessoas até dizem que sou chata. Não sou chata, só dou importância pra quem realmente merece. E pra me cativar precisa muito, mas muito esforço. Sou difícil. kkkkk. Bjus!

galerafashion.com

Nana Barcellos [Responder comentário]

Olá,
Amei o texto, apesar do tom triste.
Mas, tenho que concordar com você. Nem toda amizade dá para ficar se rastejando sempre. A gente se esforça e é da gente mesmo esperar a mesma medida, infelizmente.

Eu parei com isso. Vivia correndo atrás de muita gente que só me ignorava.

tenha uma ótima quinta. :*
Nana - Obsession Valley

Bianca Geisler [Responder comentário]

Peguei-me lendo o texto e concordando com a cabeça em várias partes. Isso tudo que tu disse é tão verdade que chega a ser triste.
Assim como você, eu sempre tento ter esse cuidado para com as outras pessoas, mas elas não parecem estar tão interessadas em manter contato, em cuidar dos meus sentimentos; em ser responsável por algo.
De qualquer forma, quero dizer que não é boring, nem tosco. Acho lindo que pense assim e resolva agir assim também. Precisamos de mais pessoas como você, de verdade.

Beijos,
Bi.

- www.naogostodeunicornios.com

Juliana Ferreira [Responder comentário]

Todos estão, maravilhoso o texto. Eu mesma sou assim e já me cansei de me decepcionar.

Beijos
http://pimentasdeacucar.blogspot.com.br/

Marina Alessandra [Responder comentário]

Meu Deus, que coisa mais linda e sincera. Seu texto me cativou, posso dizer? hahahhah
Também não me dou em algo que não seja recíproco. Já cansei de sempre me decepcionar :/ Cativar REALMENTE é algo sério.
Beeijos

www.marinaalessandra.com

Camila [Responder comentário]

Olha, hoje eu não espero tanto das pessoas! Pois a maioria vai decepcionar e então, depois só vem tristeza.
Ótimo texto e reflexão...

www.chaeamor.com

Natalia Bianchini [Responder comentário]

Adorei seu texto, achei muito sincero e bonito. <3 Também dispenso gente assim na minha vida.

Beijos, Nat
www.tendamagica.com

Bárbara Almeida [Responder comentário]

Cara, esse seu texto definiu o que estou passando. Na verdade esses dias fiquei muito triste, porque senti que a maioria das minhas amizades se foram sabe? Não sei, fiquei bem mal. Amigas que achei que seriam pra vida, ainda tenho esperança que a gente volte a se falar ):

Beijos, Love is Colorful

Gabriela Mayer [Responder comentário]

Também levo muito a sério esse negócio de relacionamentos com as pessoas ao meu redor e o jeito que administro essas relações, mas infelizmente vemos também que muitas das pessoas não tem o mesmo cuidado ao se relacionar com a gente...
Amei o texto!

Beijão
http://www.perigosasgarotas.com.br/

Natali Loure [Responder comentário]

Não cheguei a ler esse livro mas ouvi boas criticas sobre ele , realmente essas frases que citou tem todo um sentido real , em que as pessoas nao valorizam o que tem , ou finjem ser o que não são para agradar e depois mostram como é realmente , Amei o post ♡

www.nataliloure.com.br

Graziela Oliveira [Responder comentário]

adorei o texto, te entendo perfeitamente! muito ruim quando a gente acha que aquela pessoa vem pra acrescentar na nossa vida e de repente ela desaparece ou simplesmente tem atitudes totalmente diferentes! me apego as pessoas muito rápido e sempre sofro quando isso acontece.

www.blogamorarosa.com

Marília Pessoa [Responder comentário]

Eu acho essa frase tão encantadoramente linda!
Também tento ser legal com os outros, também sou do tipo que lembra das pessoas que passaram pela minha vida. Não pareço tão sensível, mas sou. Dou muito valor às pessoas que são especiais para mim, gosto de vê-las bem. E, claro, também já quebrei muito a cara por causa disso. Muita gente já me decepcionou.
ótimo post!
bjs
blogtrashrock.com

Ryoko Bel [Responder comentário]

Olá Valéria, tudo bem contigo ???
Tenho que confessar que nunca li O Pequeno Príncipe ... Bem, não por completo. Quando era mais nova, lá pelos meus 10 à 12 anos, eu comecei a ler esse livro, mas não passei do primeiro capítulo.
Não sei se poderia entrar no mérito de analisar um livro que nunca li, mas o faço vez ou outra, e a frase "o essencial é invisível aos olhos" é uma frase muito querida para mim.
Com relação a frase que gerou sua postagem, tenho que confessar que nunca refleti muito sobre ela, mas seu texto me fez parar e pensar. Tenho uma opinião muito parecida com a sua. Acredito que quando cativamos alguma pessoa, mesmo que nossas jornadas se distanciem, nossos caminhos se separem, sempre seremos responsáveis pelo sentimento que ficou com a pessoa.
Gostei muito da reflexão, nos faz parar e pensar sobre algo que muitas vezes nem mesmo percebemos.

Beijinhos
Hear the Bells

Mia [Responder comentário]

Ler os teus textos é sempre fantástico! Juro que, por vezes, a sua leitura constitui quase que uma terapia!
Não sei, escreves super bem e descreves os sentimentos de uma forma única!
Espero MESMO que, acima de tudo, encontres alguém que se deixe cativar por ti e que veja o quão especial és!
Muitos beijinhos. <3

Thayse Stein [Responder comentário]

Eu amo esse livro e essas ilustrações <3 Sabe que, eu li esses dias uma coisa que o Padre Fábio de Melo tava falando, sobre como as pessoas tomaram esse livro como "coisa séria" e passaram a distorcer o verdadeiro significado das coisas que ele transmite. Eu acho ele tão bonito e tão cheio de leveza, que não vejo muito porque tomar ele como doutrina :/


Beijos
Brilho de Aluguel

Filipa [Responder comentário]

Esse livro é o melhor de sempre! Adoro completamente a mensagem que transmite. E é claro que adorei o teu texto também :D

http://free-colors.blogspot.pt/

A Bela, não a Fera [Responder comentário]

Cativar? As pessoas mal sabem o significado dessa palavra hoje em dia. Mesmo depois de ler o pequeno principe, tem gente que acha que cativar é conseguir o amor de alguém, não entende o profundo.
| Sorteio Saia Revolution Clothing|
| Por que meu blog não cresce?|
| FB Page A Bela, não a Fera|

E aí, Fascinou? [Responder comentário]

É uma ótima frase e um ótimo conselho, gostaria que todos pudessem sentir o peso dessa responsabilidade
Beijos
http://eaifascinou.blogspot.com.br/

Flavi Memorias de uma Guerreira [Responder comentário]

Eu nunca tinha pensado tanto a respeito até ler e entender o livro do pequeno principe. Muita gente não entende essa essência... infelizmente...

www.memoriasdeumaguerreira.blogspot.com

Deixe seu comentário aqui

Hey I'm With The Band: Cativar alguém é algo sério